logo IMeN

Ferro, Ferritina e transferrina

Ferro, Ferritina e transferrina
Essas palavras referem a exames, muito solicitados pelos médicos e, as vezes, nem avaliados corretamente.
Ferritina é uma proteína produzida pelo fígado, responsável pelo armazenamento do ferro no organismo. Assim, o exame de ferritina sérica é feito com o objetivo de verificar a falta ou excesso de ferro no organismo.

A ferritina baixa normalmente indica que os níveis de ferro estão baixos e, por isso, o fígado não produz a ferritina, já que não há ferro disponível para ser armazenado.
As principais causas de ferritina baixa são:
Alimentação pobre em ferro;
Baixa ingestão de vitamina C e B12 (veganos, por exemplo);
Hipotireoidismo;
Sangramento gastrointestinal;
Sangramento menstrual intenso;
Os sintomas de ferritina baixa, geralmente, incluem cansaço, fraqueza, palidez, falta de apetite, queda de cabelo, dores de cabeça e tonturas.
O tratamento pode ser feito com a ingestão diária de ferro ou com dietas ricas em alimentos com vitamina C e ferro, como carne, feijão ou frutas ácidas.

Ferritina alta pode indicar o acúmulo excessivo de ferro, porém, em alguns casos, também pode ser sintoma de inflamações ou infecções, podendo estar associada a outras doenças:
Anemia hemolítica ou megaloblástica;
Doença hepática alcoólica;
Linfoma de Hodgkin (um tipo de tumor);
Infarto do miocárdio em homens;
Leucemia;
Hemocromatose (vide abaixo)

Geralmente, os sintomas do excesso de ferritina são dor nas articulações, cansaço, falta de ar ou dor abdominal.
O tratamento para ferritina alta depende da causa, mas normalmente também é complementado com a retirada de sangue para equilibrar os níveis de ferro.

A hemocromatose caracteriza-se pelo acúmulo de ferro nos tecidos. Esse aumento ocorre quando a ingesta de ferro excede a necessidade do organismo. O ferro em excesso acumula em diferentes tecidos causando lesões graves e comprometendo o funcionamento dos órgãos. Os tecidos mais acometidos são: coração, fígado e pâncreas.
Como regra geral o diagnóstico correto pede uma investigação mais profunda associando o exame de transferrina, saturação de transferrina, Ferro sérico e ultra som de abdômen.
Mas, como sempre, não devemos tratar exames e sim pacientes.

trans 
Get Adobe Flash player

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • administracao@nutricaoclinica.com.br