logo IMeN

Ômega 3, dúvidas na sua indicação

Ômega 3, é um tema muito atual. Do ponto de vista comercial, pode se dizer que é um grande case de sucesso. Por meio de trabalhos científicos e de grande apelo da mídia, se tornou um dos produtos mais vendidos por compra espontânea em todo o mundo.
Mas, e a verdade dos fatos?
Hoje em dia os trabalhos norteiam para doses altas, em torno de 2 a 4 gramas, por dia. Essa dose é impraticável, pela composição das capsulas e pelo preço. Precisaríamos de 8 a 15 capsulas, dependendo do produto.
O Ômega 3 não reduz o colesterol?
Reduz processos inflamatórios e reduz o triglicérides sanguíneo. Nesse aspecto, pode reduzir a agregação plaquetária. Só isso, e para essa ação temos drogas mais baratas e com maior eficácia.
Em ginecologia e obstetrícia, existem indícios, vejam bem, indícios de prolongar em alguns dias a gestação, aumentando o peso do recém-nascido.

Em neurologia, poderia melhorar processos de cognição, isto é, reduzir o envelhecimento do sistema nervoso.

Mas, de novo, indícios....

As pesquisas continuam, parece que o Ômega 3 efetivo em cardiologia é o do tipo EPA, já em ginecologia e neurologia seria o do tipo DHA, então devemos consumir produtos só nessas formulações, mas essas verdades ainda precisam ser mais bem avaliadas.

Vamos parar de tomá-lo?

Sim, isso recomendo aos meus pacientes. Reduzir o número de medicamentos e focar nos validados cientificamente.

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • administracao@nutricaoclinica.com.br